Home

|

|

Gás Hélio

Gás Hélio

Gás Hélio

CARACTERÍSTICA TÉCNICA DO GÁS

Hélio

À temperatura ambiente e pressão atmosférica o hélio é um gás não inflamável, não tóxico, incolor, inodoro e insípido. Esta presente no ar atmosférico à concentração de 5,24 ppm por volume.

Esse gás não pode ser solidificado apenas abaixando a temperatura do líquido até o zero absoluto (0 k, -273,15ºC). Não tem um ponto triplo. Para solidificar o hélio à 0k, é necessária uma pressão de cerca de 25 bar. O hélio líquido a 2,173K (ponto lambda) passa por uma transição de um líquido mais ou menos normal para um outro com propriedades únicas. O líquido com temperaturas acima de 2,173k é chamado “hélio I” e o líquido com uma temperatura inferior “hélio II”. O Hélio II é um super fluído e possui zero de entropia, uma condutividade térmica muito grande, e viscosidade zero.

COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES

NATUREZA QUÍMICA: “Este produto químico é uma substância pura.

APARÊNCIA

O Hélio é um gás incolor, inodoro, não reativo, inerte, comprimido a altas pressões. Atua como asfixiante por deslocamento do ar atmosférico. Está presente no ar atmosférico na ordem de 5 ppm em volume..

Nome, símbolo, número Hélio, He, 2

N°  CAS 7440-59-7

Volume Molar 21,0×10-6 m3/mol

Classificação Toxicológica Asfixiante simples

SINÔNIMOS: Hélio comprimido.

CLASSIFICAÇÃO E ROTULAGEM DE PERIGO

RISCO

Saúde

Inflamabilidade

Reatividade

0 0 2

GRAU

4       Extremo

3       Grave

2       Moderado

1       Leve

0       Mínimo

APLICAÇÕES

O hélio, usado também nos balões dirigíveis,  hoje é empregado, assim como o Argônio , na obtenção de uma atmosfera gasosa inerte,
durante a soldagem de magnésio, alumínio, titânio e aço inoxidável. Terá provavelmente futuro no arrefecimento dos reatores atômicos
como meio de transferência de calor, uma vez que é inerte e que não se torna ativo durante a irradiação.

É também usado, misturado com o oxigênio, no tratamento da asma, porque se difunde mais rapidamente do que o ar nos canais apertados dos pulmões. Usa-se uma mistura semelhante para os mergulhadores de grande profundidade porque o hélio  não provoca a síndrome por descompressão (embolia gasosa), saindo em bolhas no sangue quando a pressão diminui.

O hélio é, ainda, um gás adequado nos termômetros de gás de baixas temperaturas, dado o seu baixo ponto de ebulição e o seu comportamento quase ideal.

Na forma líquida é utilizado como produto refrigerante em equipamentos de imagens por ressonância magnética (MRI), por sua característica de boa condutibilidade térmica. A temperatura do Hélio Líquido é extremamente baixa (-269°C), próximo do zero absoluto, e permite que os magnetos dos equipamentos de MRI se tornem supercondutores quando resfriados e mantidos imersos no produto.

MEDIDAS DE PRIMEIROS SOCORROS

INALAÇÃO

 Os efeitos são devidos à falta de Oxigênio. Concentrações moderadas podem causar dor de cabeça, sonolência, vertigem, excitação, excesso de salivação, vômitos e inconsciência. Remova a vítima para um local ventilado. Aplique respiração artificial se a vítima não estiver respirando. Se a respiração estiver difícil, uma pessoa qualificada deverá administrar Oxigênio. Chame um médico.

CONTATO COM OS OLHOS

Lavar imediatamente os olhos abundantemente com água durante pelo menos 15 minutos. As pálpebras devem ser mantidas abertas e distantes do globo ocular para assegurar que todas as superfícies sejam enxaguadas completamente.

CONTATO COM A PELE

Nenhuma emergência com cuidado antecipado.

INGESTÃO

É uma maneira improvável de exposição, mas o congelamento dos lábios e da boca pode resultar do contato com o líquido. Este produto é um gás a temperatura e pressão normal.

PROTEÇÃO PARA O PRESTADOR DE SOCORROS

Se houver suspeitas de que os vapores do produto podem estar presentes, o socorrista deve usar um equipamento autônomo de respiração. Nenhuma ação deve ser tomada que envolva qualquer risco pessoal ou sem treinamento apropriado.

SINTOMAS E EFEITOS MAIS IMPORTANTES, AGUDOS OU TARDIOS

Gás asfixiante. Em concentrações moderadas pode causar dor de cabeça, sonolência, vertigem, sonolência, náusea, excitação, excesso de salivação, vômito e inconsciência. Os efeitos são devido à falta de Oxigênio. A falta de Oxigênio pode levar a morte.

NOTAS PARA O MÉDICO

Não há antídoto específico. Este produto é inerte. O tratamento deve ser dirigido para o controle dos sintomas e das condições clínicas.

MEDIDAS DE PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO

Meios de extinção apropriados

Hélio não é inflamável. Utilize extintores de CO2, pó químico seco ou jatos de água em forma de neblina para o controle do fogo circundante. Evacue todo o pessoal da área de risco. Imediatamente resfrie os cilindros com jatos de água em forma de neblina, guardando uma distância segura. Então remova os cilindros para longe da área de fogo, se não houver risco. Equipamento autônomo de respiração pode ser necessário para resgate de trabalhadores no local. Antes de entrar nas áreas, especialmente as confinadas, verifique a atmosfera com um equipamento adequado.

Perigos específicos da substância

O gás não é inflamável. O calor do fogo pode aumentar a pressão do cilindro, podendo causar a sua ruptura. Os cilindros de Hélio podem ser equipados com dispositivo de alívio de pressão. Nenhuma parte do cilindro deve ser submetido a temperaturas acima de 52°C (125°F).

Proteção das pessoas envolvidas no combate a incêndio

CUIDADO! Gás a alta pressão. Remova as fontes de ignição se não apresentar riscos. Interrompa o fluxo de gás se isto não apresentar riscos.  Retire todo o pessoal da área de risco. Imediatamente molhe os recipientes com jatos pulverizados de água a uma distância segura, até resfriá-los, então remova os recipientes para longe da área de fogo, se não apresentar risco. Equipamento autônomo de respiração pode ser necessário para resgate de vítimas. Brigadas de incêndio locais devem estar cientes das características do produto. Antes de entrar nas áreas, especialmente as confinadas, verifique a atmosfera com um equipamento adequado (ex. Oxímetro).

Proteção das pessoas envolvidas no combate a incêndio

Os bombeiros devem usar equipamentos autônomos de respiração e vestimenta completa para combate a incêndios.

MEDIDAS DE CONTROLE PARA DERRAMAMENTO OU VAZAMENTO

PRECAUÇÕES PESSOAIS

Para o pessoal que não faz parte dos serviços de emergência

  • Imediatamente retire-se da área de risco.
  • Gás asfixiante. Desloca o ar do ambiente.

Para o pessoal que de serviços de emergência

  • Antes de entrar nas áreas, especialmente as confinadas, verifique a atmosfera com instrumento adequado (ex. explosímetro).
  • Equipamento autônomo de respiração de pressão positiva e macacão retardante de chama pode ser necessário para entrar em áreas confinadas.
  • Impedir a entrada do produto em outro lugar onde o acumulo possa ser perigoso.
  • Interrompa o vazamento se não apresentar riscos.
  • Remova todas as fontes de ignição, se não houver risco.
  • Ventile a área do vazamento ou remova os recipientes com vazamento para área bem ventilada se não houver risco.

PRECAUÇÕES PARA O MEIO AMBIENTE

Interrompa o vazamento, se isto puder ser feito sem risco. De uma maneira aceitável descarte o resíduo, recipiente ou invólucro de acordo com as legislações locais, estaduais e Federais. Em caso de dúvidas, consultar o fornecedor.

MÉTODOS PARA LIMPEZA

Evacue e ventile a área. Interrompa o fluxo do vazamento, se possível e remova fontes de calor.

MANUSEIO E ARMAZENAMENTO

MANUSEIO SEGURO

Utilizar EPI. Não comer, beber ou fumar na área onde o produto for manuseado, produzido ou armazenado. – Lavar as mãos após manuseio deste produto, antes de entrar em áreas de alimentação.

CONDIÇÕES DE ARMAZENAMENTO SEGURO, INCLUINDO QUALQUER INCOMPATIBILIDADE

  • Armazene em locais com ventilação adequada.
  • Identifique a área de armazenamento com placas “NÃO FUME OU ACENDA CHAMAS”.
  • Não devem existir fontes de ignição no local.
  • Todos os equipamentos elétricos na área de estocagem devem ser a prova de explosão.
  • As áreas de estocagem devem ter códigos nacionais de eletricidade para Classe 1 em áreas de risco.
  • Não permita estocagem em temperaturas maiores que 52 °C (125 °F).

MATERIAIS SEGUROS PARA EMBALAGENS

Utilizar somente equipamentos com especificação apropriada a este produto e à sua pressão e temperatura de fornecimento.

CONTROLE DE EXPOSIÇÃO E PROTEÇÃO INDIVIDUAL

Parâmetros de controle

  • INGREDIENTE LIMITE DE EXPOSIÇÃO (NR-15): Asfixiante simples.
  • ACGIH (2010): Asfixiante simples.

Medidas de controle de engenharia

EXAUSTÃO LOCAL: Utilize sistema de exaustão local ou ventilação local adequada para evitar asfixia em locais de estocagem ou manuseio de cilindros por ausência de oxigênio.

Medidas de proteção pessoal

  • PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA (TIPO ESPECÍFICO): Não requerida sob uso normal. Entretanto, respiradores com suprimento de ar são necessários quando se trabalha em espaços confinados com este produto.
  • PROTEÇÃO DA PELE: Luvas de raspa para manuseio de cilindro.
  •  PROTEÇÃO DOS OLHOS/FACE: Óculos de segurança com lente incolor com proteção lateral.
  • PERIGOS TÉRMICOS: Nenhum estabelecido.
  • OUTROS EQUIPAMENTOS PROTETORES: Sapatos para manuseio de cilindro, ou seja: bota de segurança, vulcanizada, com biqueira de aço.

PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS

Aspecto: Gás incolor

Odor: Inodoro

PH: Não Aplicável

Peso molecular: 4,0

Fórmula: He

Ponto de fusão a 10 psig: -272 ºC

Ponto de ebulição a 10 psig: – 268,9, ºC

Ponto de fulgor: Não aplicável

Taxa de evaporação: Não aplicável

Inflamabilidade: Não inflamável.

Limite inferior/superior de inflamabilidade ou explosividade no ar em % volume: Não aplicável.

Pressão de Vapor a 21,1 °C: 0,000165 g/ml

Densidade relativa (ar = 1) a 21,1 °C : 0,14 g/ml

Peso especifico do vapor a 21,1ºC: 1,160 kg/m3 (0,103 lb/ft3)

Coeficiente de partição n-octanol/água: Não avaliado

Temperatura de auto – ignição: Não disponível

Temperatura de decomposição: Não aplicável.

Solubilidade em água vol/vol à 0 °C: Desprezível

Viscosidade: Não Aplicável

ESTABILIDADE E REATIVIDADE

Estabilidade: Não disponível

Reatividade: Não disponível

Estabilidade química:

Estável. Este material é estável, transportado e armazenado sob condições normais, ou seja, 21,1°C, contanto que o recipiente permaneça fechado e que não esteja exposto a materiais incompatíveis.

Possibilidade de reações perigosas:

Não irão ocorrer.

Condições a serem evitadas:

Estocagem em áreas com ventilação precária. Temperaturas e pressões elevadas.

Materiais incompatíveis:

Nenhum conhecido. Este produto é inerte

Produtos perigosos da decomposição:

Nenhum conhecido..

INFORMAÇÕES TOXICOLÓGICAS

TOXICIDADE AGUDA: A substância é inerte. Em concentrações muito elevadas no ar, o gás pode provocar dificuldade respiratória ou asfixia por deslocamento de oxigênio, podendo causar narcose.

IRRITAÇÃO DA PELE: A substância é inerte. Não há dados disponíveis sobre os efeitos irritantes. A substância é um gás à temperatura e pressão ambiente.

IRRITAÇÃO OCULAR: Não há dados disponíveis sobre efeitos irritantes.

SENSIBILIZAÇÃO RESPIRATÓRIO OU A PELE: A substância é inerte. Não há dados disponíveis sobre os efeitos irritantes. A substância é um gás à temperatura e pressão ambiente.

MUTAGENICIDADE EM CÉLULAS GERMINATIVAS: Não há dados disponíveis sobre os efeitos mutagênicos. A substância é inerte. A estrutura química não sugere tal efeito.

CARCINOGENICIDADE: O Hélio não é considerado carcinogênico pelos órgãos NTP, OSHA e IARC. TOXICIDADE à PRODUÇÃO: Não há dados disponíveis. A substância é inerte. A estrutura química não sugere tal efeito.

TOXICIDADE PARA ÓRGÃOS – ALVO ESPECÍFICO – EXPOSIÇÃO UNICA: Nenhum atualmente conhecido.

TOXICIDADE PARA ÓRGÃOS – ALVOS ESPECÍFICOS – EXPOSIÇÃO REPETIDA: As propriedades físicas, químicas e toxicológicas do Hélio sugerem ser improvável que a superexposição venha a agravar condições clinicas existentes.

PERIGO POR ASPIRAÇÃO: O Hélio é um asfixiante. A falta de oxigênio pode levar a morte.

INFORMAÇÕES SOBRE TRANSPORTE

Regulamentações nacionais e internacionais

Terrestre

Decreto Lei 96044, Resolução 420, NBR 7500,

Hidroviário

  • AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIO – ANTAQ
  • IMDG – International Maritime Dangerous Goods – Code
  • DPC – Diretoria de Portos e Costas do Ministério da Marinha – Norma-5

Aéreo

  • AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL – ANAC
  • ICAO-TI – International Civil Aviation Organization – Technical Instructions
  • IATA-DGR – International Air Transport Association – Dangerous Goods Regulation
  • ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil – Resolução n° 129 de 08 de dezembro de 2009
  • RBAC n° 175 – Regulamento Brasileiro da Aviação Civil para o Transporte de Artigos Perigosos em Aeronaves Civis.

IS n° 175-001 – Instrução Suplementar – IS

NÚMERO ONU: 1046.

NOME APROPRIADO PARA EMBARQUE: HÉLIO, COMPRIMIDO.

CLASSE/SUBCLASSE DE RISCO PRINCIPAL E SUBSIDIÁRIO: 2.2

NÚMERO DE RISCO: 20.

GRUPO DE EMBALAGEM: Não aplicável.

RÓTULO DE REMESSA: GÁS NÃO INFLAMÁVEL E NÃO TÓXICO.

AVISO DE ADVERTÊNCIA (QUANDO REQUERIDO): GÁS NÃO INFLAMÁVEL E NÃO TÓXICO.

REGULAMENTAÇÕES

As seguintes leis relacionadas são aplicadas a este produto. Nem todos os requerimentos estão identificados. O usuário deste produto é o único responsável pela obediência de todas as leis Federais, Estaduais e Locais.

  • DECRETO LEI 96044

Regulamento para o transporte Rodoviário de Produtos Perigosos e dá outras providências.

  • RESOLUÇÃO 420

Aprova instruções complementares ao Regulamento do Transporte Terrestre de Produtos Perigosos.

  • NBR 7500

Símbolos de risco e manuseio para o transporte e armazenamento de materiais.

  • Regulamentações específicas de segurança, saúde e meio ambiente para o produto:
  • Portaria 3214 – NR-15 – Anexo 11.
  • Lei 9605 – Lei de Crimes ambientais.
  • Norma ABNT NBR 14725-4:2014, Anexo A – Instruções para elaboração de uma FISPQ.

Pictogramas:

OUTRAS INFORMAÇÕES

A ELEBRATEC recomenda que todos que manipularem este produto leiam com atenção as informações contidas nesta página, visando com isto esclarecer e deixá-las cientes dos riscos relacionados ao produto e, desta forma, contribuir para minimizar (ou até evitar) acidentes que venham a causar danos ao meio ambiente e/ou à saúde do próprio usuário ou de terceiros.

“As informações contidas nesta página de informações de segurança são fornecidas sem ônus para nossos clientes. Todas as informações técnicas e recomendações aqui contidas são baseadas em testes e dados provenientes de publicações técnicas especializadas. Uma vez que a ELEBRATEC não tem controle sobre o uso do produto aqui descrito, esta não assume nenhuma responsabilidade por perdas ou danos causados pelo uso impróprio do mesmo”.

Referências

pt.wikipedia.org/wiki/Hélio

Rolar para cima